Descubra as 7 linguagens de programação mais usadas no mundo

Conhecer as linguagens de programação mais usadas é um importante passo para avançar nesse mundo.


O fascinante universo da programação envolve um conjunto de códigos que atuam como intermediadores entre as pessoas e as máquinas. Para conseguirmos que um dispositivo opere como queremos, precisamos utilizar as chamadas linguagens de programação. Para utilizá-las, precisamos dominar suas regras.

As linguagens de programação são muito parecidas com os idiomas que usamos para nos comunicar com as pessoas. Envolve sintaxe, estrutura semântica e termos léxicos. Mas não precisa se preocupar: aprender a programar com uma linguagem não é tão difícil quanto aprender a falar um idioma novo.

É importante ter atenção ao que está sendo usado pelo mercado e às linguagens mais procuradas e aprendidas. Para saber mais sobre esse conceito e entender quais são as linguagens de programação mais usadas, confira este artigo!

O que são linguagens de programação?

Assim como os idiomas tradicionais de comunicação entre humanos, as linguagens de programação são códigos que permitem a comunicação entre dois agentes. No caso da programação, um dos agentes é uma pessoa e o outro é uma máquina. Desse modo, a linguagem serve como intermediário e tradutor entre ambos para viabilizar o desenvolvimento de software.

Essas linguagens são compostas por palavras-chave, um vocabulário, uma lógica de funcionamento, estruturas sintáticas padronizadas, fluxos de semântica e outros elementos. A partir de seus termos, é possível estruturar comandos e escrever linhas que fazem o computador operar de uma determinada forma e responder às interações da pessoa usuária. 

Uma linguagem de programação difere de uma linguagem de banco de dados por ser mais complexa. Geralmente, as linguagens de programação permitem um uso geral para diversas finalidades, ao passo que as de banco de dados são específicas para algumas ações de manipulação de dados nessas estruturas. 

Um exemplo de linguagem de programação

Para prosseguir nesse assunto, que tal um exemplo? Vamos apresentar uma forma de mostrar uma mensagem na tela com uma linguagem muito comum atualmente: o Python. Para isso, a gente faz:

print (olá mundo)

Observe que a palavra “print” (que significa imprimir em inglês) é uma palavra-chave da linguagem, que expressa um comando. Especificamente, uma função que tem como objetivo mostrar uma mensagem em destaque na tela. 

Depois do termo-chave, os parênteses fazem parte da sintaxe da linguagem, ou seja, da forma como ela se organiza para estruturar um comando. 

Caso a pessoa que está escrevendo o código não conheça a sintaxe e escreva de forma incorreta, obterá um erro, pois o sistema que interpreta aquele comando não conseguirá entender algo fora do escopo da tecnologia utilizada. É como alguém que quer se comunicar em português com alguém do Brasil, mas fala usando termos do alemão. 

Quais são as principais linguagens de programação?

Agora, vamos falar sobre as principais linguagens de programação da atualidade. A ordem das citadas seguirá o ranking PYPL, feito pelo GitHub com base em pesquisas do Google.

1. Python

Começamos com uma das principais e mais importantes linguagens da atualidade. Python é muito famosa por sua simplicidade na sintaxe e sua facilidade de aprendizado. É também extremamente versátil, com aplicações para inteligência artificial, sistemas gerais de desktop e aplicações web. 

Um grande destaque acerca do Python é a grande quantidade de bibliotecas específicas para desenvolvimento. Elas ajudam com códigos prontos que são úteis para determinadas finalidades, como bibliotecas que permitem criação de gráficos e outras que viabilizam a construção de modelos de inteligência artificial.

2. Java

Java é outra linguagem muito importante desde que começou a ser usada na década de 1990. É uma tecnologia orientada a objetos (é mais fiel na representação da realidade), portável e versátil. 

Pode ser aplicada para criar softwares desktop e se destacou recentemente por sua aplicação na criação do sistema operacional Android e de vários aplicativos que rodam nele. 

Por conta da orientação a objetos e sua estrutura em classes, o Java é uma linguagem perfeita para desenvolver sistemas mais complexos. Permite organização no uso do código, sem que a pessoa programadora se perca e tenha muito trabalho. Além disso, é considerada de alto nível, por abstrair aspectos técnicos relacionados à máquina usada. 

3. JavaScript

O JavaScript é uma das tecnologias recentes mais versáteis que nós temos. Nasceu primordialmente como uma linguagem para programação front-end, usada para programar a lógica de sites na web. Contudo, expandiu para desenvolvimento no back-end, bem como para criação de jogos e de aplicações desktop. É uma linguagem de sintaxe simples e de lógica fácil de aprender.

Assim como com o Python, o JavaScript é conhecido por suas inúmeras bibliotecas e frameworks. Inclusive, surgem sempre novos, como o React para desenvolvimento web e o Node para a parte de back-end do desenvolvimento web. Assim, é uma linguagem muito boa para quem trabalha como full-stack — quem faz front-end e back-end. 

4. C# 

O C# é uma tecnologia da Microsoft que se baseia na linguagem C, mas apresenta características próprias. Atualmente, é ainda muito importante, principalmente para quem quer criar games.

5. C/C++

O C é uma linguagem clássica que foi utilizada para a criação do Linux. É o que chamamos de linguagem de nível médio (não é alto, nem é baixo): lida com algumas questões complexas a nível de hardware e requer conhecimento mais técnico de quem programa. Por isso, é hoje adotada para programação em dispositivos de recursos limitados, como placas FPGA e internet das coisas.

Já o C++ é uma adaptação do C para o paradigma orientado a objetos, que é mais moderno. Assim, compete com o Java em termos de praticidade e de modelagem da realidade, o que permite aplicações mais gerais. É usado para programação de sistemas de visão computacional, por exemplo, com a biblioteca OpenCV. 

6. PHP

O PHP é uma linguagem que nasceu para o desenvolvimento do back-end em aplicações web. Foi estruturado para servir como uma forma de programar a parte do servidor, como a validação de informações, a conexão com APIs e o gerenciamento do banco de dados. É uma tecnologia que também não é complexa de aprender. 

7. R

A concorrente do Python no campo de Data Science aparece como sétimo lugar na pesquisa do GitHub. 

É uma tecnologia bem científica, voltada especificamente para a estatística, uma vez que possibilita manipular dados com precisão e construir gráficos com facilidade. Por isso, é extremamente útil para a ciência de dados e para estudos com inteligência artificial.

….

Entender quais são as linguagens de programação mais usadas no mercado hoje é imprescindível para quem deseja saber mais sobre esse universo. É importante ter uma noção dessas linguagens e saber que elas podem ser usadas a depender do problema. Ter um bom conhecimento sobre essas tecnologias é essencial para uma carreira em Data Science ou em desenvolvimento de software.

Agora que você já conhece melhor as linguagens, saiba mais sobre a linguagem Python.