Logo Somos Tera
Nossos Cursos
somostera

Uma comunidade de pessoas apaixonadas por educação e tecnologia.

Learning by doing: saiba como aprender fazendo vai mudar sua carreira

  • Por: Redação Tera
  • Data: 28, dez 2020
5 min de leitura

Entenda o que é Learning by doing e descubra como a metodologia do aprender fazendo é essencial para o seu desenvolvimento profissional.


Boas-vindas à era digital, em que aprender fazendo se mostrou a maneira mais adequada de se abordar a educação. O contexto de mercado exige outras formas de aprendizado que não mais aquelas clássicas acadêmicas e o Learning by doing, ou aprender fazendo, permite conectar estudantes com a nova realidade do mundo do trabalho.

Empresas ávidas por novos talentos e jovens que querem atuar com as profissões do futuro buscam modelos de aprendizado rápido para adquirir novas competências.

O Learning by doing é um desses modelos e e dele que vamos falar neste artigo. Confira a seguir tudo que você precisa saber sobre aprender fazendo.

O que é Learning by Doing?

Learning by doing significa aprender fazendo, ou seja, atuar em projetos com a mão na massa, aliando o conhecimento teórico ao desenvolvimento de habilidades. O conceito foi cunhado por John Dewey em 1938 e traz a proposta de que a aprendizagem deve ser relevante e prática.

O Learning by doing vai de encontro ao método tradicional de ensino, que é passivo e teórico, mas é extrememente relevante no contexto atual da educação e do mercado de trabalho.

O educador e filósofo John Dewey via tudo como experiências e acreditava nas possibilidades da educação pelo envolvimento do estudante na atividade. Ele apostava na educação como um processo de reconstrução e reorganização das experiências adquiridas para influenciar as experiências futuras.

A metodologia Learning by doing foi mais explorada em 1984, por David Kolb, no livro Experiential Learning: Experience As The Source Of Learning And Development.

A teoria da aprendizagem experiencial de Kolb é reconhecida pelo mundo acadêmico e profissional e seus conceitos são considerados fundamentais. Tanto para o entendimento e explicação do comportamento humano de aprendizagem, como para ajudar os outros a aprender.

Qual a relação entre Aprender fazendo e andragogia?

De Platão a Aristóteles e Rousseau, de Montessori a Célestin Freinet, filósofos e educadores defenderam o conceito de aprender fazendo ao longo do tempo, mesmo que usando outros nomes.

O Learning by doing valoriza a prática como uma forma de aprendizado eficaz, que se mostra ainda mais relevante na andragogia - a educação para pessoas adultas.

A educação adulta é um tema cada dia mais presente no ambiente corporativo e no meio profissional, onde nunca foi tão importante capacitar e desenvolver pessoas, de modo mais forte e em um tempo mais rápido.

Em um mundo impactado por tecnologias que se renovam em segundos e negócios que surgem e escalam rapidamente, pessoas capacitadas para lidar com os novos desafios são requisitadas em todos os lugares.

Observando mesmo que superficialmente esse contexto, fica evidente a necessidade de ter pessoas vivenciando novos modelos de ensino e oportunidades de aprendizado rápido, em que aprender, desaprender e aprender de novo passa a ser a rotina adulta.

E pessoas aprendem melhor fazendo, porque o ser humano é moldado por experiências.

Aprendemos melhor quando estamos diretamente aprendendo na prática e experimentando o aprendizado, em vez de memorizar números e definições de livros. Por isso o Learning by doing é tão eficaz atualmente.

Porque é melhor aprender fazendo?

Errar e aprender é um processo no qual estudantes descobrem até mesmo as formas de não fazer. Ao mesmo tempo em que são motivados pelos desafios, até que encontram soluções inovadoras para o problema proposto e para as dificuldades que surgiram no processo de aprendizado.

A metodologia Learning by doing é certeira no contexto de profissionais que querem começar uma jornada de aprendizado e se preparar rapidamente para as carreiras digitais.

Se tudo muda o tempo todo, não podemos esperar que a educação para o futuro mantenha os antigos métodos de transmissão passiva do conhecimento. Nem acreditar que as novas competências desse mundo tecnológico e disruptivo possam ser adquiridas sem novos modelos de aprendizado.

Todas as habilidades exigidas pelos negócios que movem a nova economia estão conectados com a capacidade de resolver problemas, trabalhar em rede e se comunicar com facilidade em times multidisciplinares.

Para atuar nesse mercado as pessoas precisam estar tecnicamente mais preparadas, demonstrando interesse e facilidade de aprendizado contínuo, com skills que não se aprendem com metodologias tradicionais.

...

Gostou de conhecer mais sobre metodologia Learning by doing? Apostar em desafios reais e aliá-los à base teórica é uma excelente forma de aprender fazendo e se manter a atualização necessária para o futuro do trabalho.

Que tal compartilhar este conteúdo em suas redes sociais? Você pode ajudar outras pessoas a ampliar a visão sobre o processo de aprendizado e evolução na carreira.

Posts Relacionados

9 min de leitura

Qual é o futuro do trabalho? Entenda a visão de especialistas de mercado

Onde estamos e para onde vamos no futuro do trabalho? Descubra o que pensam Leandro Herrera, Clara Cecchini e Alex Teixe...

Artigo Completo
11 min de leitura

15 termos que você precisa entender para atuar no futuro do trabalho

De tranformação digital à data literacy, de bootcamp à lifelong learning: descubra alguns conceitos que fazem parte da e...

Artigo Completo
5 min de leitura

Upskilling e reskilling: qual a importância no futuro do trabalho?

As carreiras do futuro exigem novas habilidades e competências. Entenda como adquiri-las por meio dos movimentos de upsk...

Artigo Completo