20 carreiras promissoras até 2025, segundo o World Economic Forum

Descubra quais são as profissões em alta demanda, de acordo com o World Economic Forum. Veja os salários de cada uma e como se preparar.


O ano de 2020 acelerou o processo de transformação digital de empresas e fez com que profissionais refletissem sobre o futuro do trabalho. Com isso, muitas pessoas têm apostado em uma transição de carreira, buscando entender quais são as carreiras promissoras da atualidade. Se esse é seu caso, separamos neste texto uma lista com 20 profissões em ascensão no mercado de trabalho. 

Os dados são do relatório The Future of Jobs 2020, do World Economic Forum, que apontou carreiras em alta demanda até 2025 em todo o mundo.

1. Analista de dados e Cientista de dados

2. Especialista em Inteligência Artificial e Machine Learning

3. Especialista em Big Data

4. Especialista em Marketing Digital e Estratégia

5. Especialista em Automação de Processos

6. Profissional de Business Development

7. Especialista em Transformação Digital

8. Analista de Segurança da Informação

9. Pessoa desenvolvedora de Softwares e Aplicações

10. Especialista em Internet das Coisas (IoT)

11. Project Managers

12. Gerente Administrativo

13. Profissional de banco de dados e redes

14. Profissional de Engenharia Robótica

15. Consultoria estratégica

16. Analista de Gestão e Organização

17. Profissional de Engenharia de Fintechs

18. Profissional de Reparação de Máquinas Mecânicas

19. Especialista em Desenvolvimento Organizacional

20. Especialista em Gerenciamento de Riscos

Como você vai ver, tecnologia, dados e estratégia de negócios precisam estar na mira de profissionais que querem as melhores oportunidades.

Continue a leitura e descubra as habilidades que cada área exige, além dos salários médios que são oferecidos e como você pode se preparar.

1. Analista de dados e Cientista de dados

Sem surpresas, as carreiras em Análise de Dados e Ciência de Dados figuram em primeiro lugar na lista de 20 profissões para o futuro do trabalho. Em um cenário corporativo de alta competitividade, dados são o recurso mais valioso, já que norteia decisões, criação de produtos e compreensão do comportamento de consumidores.

É importante lembrar que são dois papéis diferentes, mas que convergem em estratégias de negócio data driven, ou seja, orientadas a dados.

Analistas de dados são responsáveis por criar e analisar relatórios, respondendo perguntas e gerando insights relevantes para conduzir decisões assertivas. A média salarial desses profissionais é de R$ 4.852, segundo o Glassdoor. Para ingressar na área, é importante unir visão analítica com um olhar estratégico sobre negócios.

Cientista de dados concentram sua atuação na criação de modelos preditivos para o negócio, usando estatística, programação e machine learning. Assim, desenvolver essas habilidades é um bom ponto de partida para quem quer trabalhar como Data Scientist em 2021. O salário médio é de R$ 7.834, podendo passar de R$ 10 mil  em empresas como Nubank e iFood. 

data-science-ebook-guia

2. Especialista em Inteligência Artificial e Machine Learning

Seguindo a lógica da transformação digital que tem revolucionado o mercado, as disciplinas de Inteligência Artificial e Machine Learning têm muito espaço a ser conquistado. Basta pensar em quantos profissionais precisam se envolver na criação de produtos inteligentes como a Alexa para notar que entender de AI e ML é uma tendência para 2021. Seja com visão de engenharia, seja com olhar de produto, essa é uma carreira promissora.

Os salários podem chegar até R$ 15 mil no Brasil e profissionais especializados têm grandes chances de contratação por empresas no exterior, afinal, o trabalho remoto se tornou uma realidade global. 

O relatório do World Economic Forum pontua que líderes veem como um grande desafio encontrar profissionais qualificados nessa área. Por isso, quem aproveitar essa lacuna de mercado para se especializar o quanto antes certamente terá destaque nos próximos anos.

3. Especialista em Big Data 

Novamente falando de dados, empresas precisam de profissionais especializados no manuseio de um grande volume de informações. Pessoas que atuam com Engenharia de Dados, por exemplo, podem ocupar esses espaços, criando bases sólidas para a captação, armazenamento, organização e análise de Big Data. 

Os salários mantêm os valores elevados da área de dados, passando dos R$ 10 mil em algumas empresas, mas as habilidades requisitadas para essa profissão estão mais ligadas à computação, conhecimento de linguagens de programação, modelagem e criação de bases de dados.

4. Especialista em Marketing Digital e Estratégia 

Marketing Digital é uma das 20 profissões em alta demanda, mas é preciso ampliar a visão sobre a performance de profissionais dessa área. Muito mais do que criar campanhas e posicionar a marca no ambiente digital, essas pessoas devem ter visão estratégica de negócio para se destacar nesse mercado, que é cada vez mais competitivo.

A mentalidade de Growth é o grande diferencial para os próximos anos para quem quer saber como trabalhar com Marketing Digital. Pessoas com capacidade analítica, visão orientada a dados, energia para fazer experimentos rápidos são as buscadas para gerar o crescimento rápido que empresas têm como objetivo.

Esse perfil de profissional pode, inclusive, transitar por diversas áreas do negócio. Isso porque Marketing Digital passa a ser uma skill, e não apenas uma profissão, segundo o WEF. Pessoas com esse conjunto de habilidades podem atuar nos setores de Conteúdo, Dados, Produto e Vendas, por exemplo. O salário médio de quem atua com Marketing Digital é de R$ 7.578 por mês e pode chegar a R$ 12 mil.

Curso gratuito Digital Marketing Essentials Inscreva-se

5. Especialista em automação de processos

Automação de processos vem aparecendo como uma tendência certa nos últimos anos, sendo inclusive uma das razões para diversas profissões estarem em declínio. Com organizações na corrida para automatizar tarefas de rotina e dar mais lugar à atuação analítica, uma das carreiras promissoras é a de Especialista em automação de processos.

Essa é uma oportunidade principalmente para profissionais da Engenharia que desejam uma transição de carreira. O mercado é extremamente vasto, já que existe uma gama considerável de processos na indústria que podem ser automatizados.

Além da capacidade técnica, esses profissionais também precisam de visão analítica para mapear processos, interpretar resultados e realizar intervenções para aperfeiçoamento dos ciclos de automação. A média salarial é de R$ 8.119.

6. Profissional de Business Development

Profissionais com visão ampla de negócios e boas estratégias de crescimento também fazem parte do grupo com crescente demanda. Business Development aparece nas tendências de profissões digitais em ascensão porque o mercado aquecido vai exigir cada vez menos erros das empresas que querem crescer e se manter competitivas.

Com salário médio de R$12.580, a pessoa Business Development Manager precisa ter uma boa formação e experiência na administração de negócios. É um cargo de alta confiança, que exige a capacidade de desenvolver estratégias assertivas, investigar o potencial de expansão da empresa, analisar o mercado e identificar boas oportunidades. É claro que uma liderança baseada em dados vai ser essencial para um bom desempenho nessa carreira. 

7. Especialista em transformação digital 

Atuando em papéis de consultoria e mentoria, especialistas em transformação digital também têm lugar cativo entre as carreiras promissoras até 2025. Essas pessoas serão responsáveis por conduzir o processo de digitalização de um negócio. No entanto, muito mais do que implementar ferramentas e automatizar processos visando otimização, é essencial que se promova mudança de mentalidade no ambiente corporativo.

 Profissionais dessa área precisam unir habilidades como gestão de negócios e análise de dados à competências comportamentais que ajudem na mediação entre o setor de tecnologia da empresa e o executivo. Para levar uma cultura digital e data driven será preciso desenvolver colaboradores e conscientizar a liderança.

8. Analista de segurança da informação

Mais uma profissão para o futuro do trabalho em que você pode investir é a de Analista de segurança da informação. Essa é uma carreira inicial, que pode se desdobrar em cargos como de Coordenação de Segurança da Informação e Analista de Governança de TI, por exemplo. A alta demanda por profissionais nessas áreas se deve ao aumento da preocupação com segurança de dados nas empresas.

Tanto informações de negócio quanto dados externos que são coletados precisam ser armazenados e tratados com uma regulação fixa, que é estabelecida pelos times de segurança da informação. Pessoas formadas em Ciência da Computação e com certificações específicas para a área têm salário médio de R$ 4.933. chegando na faixa dos R$ 10 mil em grandes empresas como IBM.

9. Pessoa desenvolvedora de softwares e aplicações

Por trás de produtos digitais e de negócios no modelo SaaS estão inúmeros profissionais de desenvolvimento. Essa carreira continua em tendência de crescimento, já que empresas de todos os setores da indústria estão apostando em softwares e aplicações. 

Mesmo que parte das pessoas que atuam na área de desenvolvimento sejam formadas em Tecnologia da Informação, o mais importante é o domínio de linguagens de programação e a constante atualização em disciplinas como Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Realidade Aumentada.

Para ingressar nessa profissão em 2021 é preciso se preparar para um cenário com cada vez mais desafios. Mas as remunerações costumam ser compensadoras, com média salarial de R$ 4.925 no Brasil e uma alta demanda no exterior.

10. Especialista em Internet das coisas

A Internet das Coisas (Internet of Things - IoT) é uma tecnologia que vai estar em destaque nos próximos anos. Com a implementação do 5G e a criação de cada vez mais dispositivos inteligentes, é essencial que existam profissionais com capacidade para criar e administrar essas infraestruturas. 

Produtos com tecnologia IoT vão demandar equipes especializadas e multidisciplinares. Assim, é possível que data scientists, analistas de segurança da informação, profissionais de TI, product managers, profissionais de Engenharia, entre outras profissões digitais, estejam envolvidas na dinâmica desses times.

11. Project Managers

Project Managers também estão em alta como profissão para os próximos anos. Essa é a carreira de quem lidera projetos acompanhando prazos e indicadores para fazer entregas consistentes com os objetivos do negócio. 

Leia também: Product Manager - o guia completo da gestão de produtos digitais

Para se destacar nessa carreira que paga, em média, R$ 168 mil ao ano, é preciso desenvolver uma visão de agilidade, indispensável no contexto atual de produto. Unir metodologias ágeis, visão de negócio e senso de urgência. Mesmo sendo uma carreira diferente da de Product Management, profissionais dessas áreas trabalham em conjunto e podem transitar facilmente entre os cargos caso desenvolvam as habilidades necessárias.

12. Gerente administrativo


Ao mesmo tempo que a lista do World Economic Forum aponta uma queda na demanda de profissionais da área de secretariado e contabilidade, mostra que cargos de gerência administrativa seguem em demanda.

Com a automação, as funções focadas em tarefas repetitivas tendem a acabar, mas as posições gerenciais, que exigem visão de negócio e habilidade de coordenar operações e pessoas, continuam sendo carreiras promissoras. 

13. Profissional de bancos de dados e redes


Voltando às profissões que são alavancadas pela cultura de dados, veremos cada vez mais vagas na área de administração de bancos de dados e redes. Pessoas que atuam nessas funções têm a responsabilidade de cuidar da segurança das informações tanto da empresa quanto dos clientes do negócio.

Com a Lei Geral de Proteção de Dados, teremos uma tendência de maior preocupação das organizações com o setor de banco de dados e redes. Por isso, essa é mais uma lacuna de mercado que profissionais qualificados podem preencher. Segundo o portal Vagas, os salários da área têm média de R$ 7.090.

14. Profissional de Engenharia Robótica

Assim como Especialistas em automação, profissionais de Engenharia Robótica — conhecida também como Mecatrônica — estarão na mira da indústria do futuro. Por mais que o nome nos remeta à criação de robôs, é importante lembrar que essas profissões envolvem todo o tipo de máquinas e sistemas automatizados que são necessários nos diversos setores do mercado.

Com remuneração na média de R$ 7.16o, segundo o Vagas, as atribuições dessa carreira vão da pesquisa e desenvolvimento até a testagem e otimização de aplicações robóticas. 

15. Consultoria estratégica

Profissionais com alto nível de vivência no mercado e visão de negócios podem atuar com Aconselhamento Estratégico para empresas que querem acelerar o processo de crescimento ou de adaptação aos cenários da economia digital

Entre as possibilidades de aconselhamento estão os temas transformação digital, implementação de governança de dados, cultura organizacional, escalabilidade do negócio e até sustentabilidade.

16. Analista de gestão e organização

Com salário médio de R$ 4.177, analistas de gestão também podem seguir um caminho interessante na área administrativa das empresas. Novamente, a profissão destaca a importância de profissionais desenvolverem habilidades analíticas para seguirem relevantes no futuro do trabalho.

Ao seguir nessa carreira promissora, a pessoa vai ter atribuições como realização de estudos e avaliações organizacionais, mapeamento de processos e criação de procedimentos padronizados, apresentação de relatórios e elaboração de estratégias para que o negócio tenha mais eficiência nas operações.

17. Profissional de engenharia de fintechs

A economia baseada no digital tem feito com que um novo segmento de negócio esteja em ascensão: as Fintechs, startups de tecnologia financeira. Com isso, entre as carreiras promissoras para o World Economic Forum também apontou uma tendência para profissionais de Engenharia de Fintechs.

A nomenclatura pode abranger tanto pessoas da Engenharia de Software quanto da Engenharia de Dados, com conhecimento especializado em machine learning, algoritmos e blockchain para serviços financeiros digitais. Com esse mercado se expandindo, a tendência é que empresas do setor busquem profissionais que tragam inovação, pensamento crítico e boas soluções, indo além do conhecimento técnico na área.

18. Profissional de reparação de máquinas mecânicas


Mesmo com a automação dominando o setor industrial, algumas funções continuam relevantes, afinal, com tantas máquinas realizando trabalhos, a manutenção delas também vai se fazendo necessária.

É o caso da profissão de especialistas reparadores de máquinas mecânicas, que trabalham na instalação, reparação e ajustes dos equipamentos da linha de produção.

19. Especialista em desenvolvimento organizacional

Nos próximos anos, as organizações precisarão garantir que colaboradores atualizem as habilidades para acompanhar as transformações do mercado. É o processo chamado de upskilling. A responsabilidade de mapear essas necessidades, realizar pesquisas internas e implementar programas de desenvolvimento está nas mãos de especialistas em desenvolvimento organizacional.

Segundo dados do portal Vagas, essa carreira é promissora para profissionais formados em Psicologia e pode ter salário médio de R$ 8.635.

20. Especialista em gerenciamento de riscos

Por fim, a última carreira promissora que aparece na lista do World Economic Forum é a de especialista em gerenciamento de riscos. Profissionais dessa área fazem análises e colocam na balança as incertezas do mercado para identificar as chances de um projeto ter ou não sucesso.

Esse papel vai se tornar cada vez mais necessário no ambiente das empresas, já que, para serem competitivos e se manterem financeiramente viáveis, os negócios devem minimizar os riscos na tomada de decisões.

….

Gostou de descobrir quais são as profissões digitais com maior chance de sucesso? Como você viu, existem habilidades em comum para várias dessas carreiras: visão analítica e data driven, adaptabilidade a transformações e visão de negócios são algumas delas. Além disso, as carreiras promissoras estão intrinsecamente ligadas à economia digital, que se baseia em produtos, serviços e relações no ambiente digital. 

Quer se preparar para esse mercado extremamente aquecido e ocupar seu espaço até 2025? Então conheça os cursos da Tera e entre em contato conosco para saber mais.