LinkedIn: como usar na transição de carreira

Quem está mudando de carreira precisa usar todas as ferramentas para ter sucesso. Saiba como o LinkedIn vai ser seu aliado na transição de carreira.


Fazer uma transição de carreira é como montar um quebra-cabeças em que você precisa unir diversas peças para ter sucesso na missão. Em cima da mesa estão elementos como cursos, certificações, autoconhecimento, networking e também o LinkedIn. Como usar essa rede social precisa fazer parte do seu processo, que tal dominar logo de cara esse aspecto do jogo?

Neste artigo, você vai entender a relevância do LinkedIn como espaço de aprendizados e oportunidades para profissionais. Se você está em transição de carreira, este conteúdo ainda vai ser essencial para te mostrar diversas formas de otimizar seu perfil e sua performance nessa rede. 

Continue a leitura e confira todas as dicas que separamos!

Por que estar no LinkedIn é importante para profissionais?

O LinkedIn foi criado com a proposta de ser uma rede social de negócios, com foco na troca de experiências sobre o mercado e na conexão de profissionais ao redor do mundo. Esse objetivo tem feito com que mais de 46 milhões de profissionais do Brasil se reúnam nesse espaço digital.

Considerando que vivemos em uma economia digital com cada vez menos fronteiras, as possibilidades de contatos não se resumem apenas às pessoas do nosso país, mas abraçam 722 milhões de integrantes a nível global.

No contexto atual, participar ativamente desse tipo de ambiente digital é quase obrigatório para profissionais. Afinal, nosso desenvolvimento de carreira é alimentado constantemente pelas trocas que fazemos com quem atua na mesma área ou em setores completamente diferentes. Tudo se torna parte da nossa bagagem.

No entanto, ainda há quem não saiba como usar o LinkedIn de forma estratégica, acabando por limitar a presença na rede à busca por vagas. Por mais que a plataforma seja um ótimo meio de garantir oportunidades, ela é mais do que um banco de currículos, concorda?

Como usar o LinkedIn na transição de carreira?

Para quem está em transição de carreira, saber como usar o LinkedIn indo além da busca por vagas é fundamental. Independente de qual carreira digital você está seguindo, algumas práticas vão permitir que você otimize sua presença na plataforma, se destaque na sua rede e mostre para colegas e recrutadores seu potencial. Confira nossas dicas.

Siga pessoas especialistas da área

O processo de transição de carreira abre um novo universo e você já deve ter notado isso. Em pouco tempo, você se vê em meio a novos conceitos, ferramentas, empresas e pessoas — que são referência, mas até então completamente desconhecidas.

Uma das vantagens de usar o LinkedIn é justamente ter mais proximidade com experts de mercado. Seja seguindo ou criando uma conexão, você vai acompanhar os insights compartilhados, entender mais das tendências da área, saber qual foi a trajetória dessas pessoas e poderá até mesmo interagir com elas.

É claro que a jornada de cada profissional é única. Mesmo assim, seguir especialistas pode ser uma fonte tanto de inspiração quanto de aprendizado sobre a dinâmica dessa nova área em que você está se inserindo.

Se posicione na nova área profissional

É comum que pessoas que estão fazendo uma mudança de carreira se sintam intimidadas na hora de se colocar como profissionais da nova área. Algumas perguntam: “será que posso me posicionar no título do LinkedIn?”. A resposta é sim! 

Estar em transição de carreira é o novo normal, já que muitos empregos passaram a ter menos oportunidades, enquanto outras funções estão em ascensão. Por isso, a mudança não é um problema e sim um indicativo de que você tem qualidades valiosas no mercado atual: adaptabilidade e resiliência.

Por isso, use seu perfil no LinkedIn para mostrar seu processo de inserção na nova área. Se você está com uma rotina de aprendizado em andamento, já tem conhecimentos que podem ser usados na sua recolocação. Além disso, lembre-se que sua bagagem de outras áreas não deve ser apagada, mas usada como trunfo na sua atuação.

Compartilhe seu processo de aprendizado

Adquirir novos conhecimentos e desenvolver competências faz parte da transição de carreira e você pode usar o LinkedIn para compartilhar cada uma dessas etapas. Os motivos para isso são muitos. Primeiramente, o compartilhamento se torna um importante registro do seu processo de evolução e pode ser usado como ferramenta de automotivação.

Mostrar disponibilidade de aprendizado para sua rede também reflete sua postura proativa e essa é mais uma qualidade buscada por profissionais de recrutamento. Por falar nisso, o LinkedIn é uma ponte entre empresas e profissionais, e a convivência no mesmo espaço é sempre cheia de olhares interessados que, por sua vez, podem resultar em oportunidades. Então pense: será que seu perfil agrada recrutadores? 

Por fim, não esqueça que mostrar seu aprendizado no LinkedIn também pode ajudar pessoas que estão no mesmo processo de transição de carreira. Por isso, crie conteúdos informativos, fale sobre os cursos que tem feito, mostre certificações e compartilhe seus insights.

Use os recursos da plataforma 

Saber como usar o LinkedIn na sua transição de carreira também envolve aproveitar todos os recursos oferecidos pela própria plataforma. Algumas ferramentas são voltadas diretamente para quem está mudando de profissão ou buscando recolocação.

É o caso do selo #OpenToWork, que mostra à rede que você está em busca de novas oportunidades. Também é possível configurar seu perfil para ser encontrado por empresas e recrutadores. Nas configurações de privacidade, marque positivamente a opção “Informe os recrutadores sobre seu interesse por novas oportunidades”.

Lembra que falamos acima sobre o título do seu perfil no LinkedIn? Os termos que você usar nele também vão influenciar o algoritmo da plataforma. Por isso, se você quer estar na mira das melhores organizações, coloque palavras-chave da sua nova área de atuação.  

Outro meio de otimizar sua presença no LinkedIn ao longo da mudança de carreira é cadastrar seus cursos e certificados no currículo do perfil. Mais uma dica: a própria plataforma já disponibiliza certificações e avaliações de competências que podem potencializar sua visibilidade lá.

Faça networking — de verdade

Pensar em LinkedIn é pensar em network, não é mesmo? A ideia de uma rede de contatos está no centro da proposta da plataforma e é uma parte importante das vivências de profissionais na economia digital. Entretanto, muita gente entende de forma equivocada esse comportamento.

Fazer networking não é apenas adicionar pessoas de todo o país e das principais empresas da sua área de atuação, muito menos conversar com elas apenas para mostrar desejo de trabalhar. Quando falamos de criar uma rede, queremos dizer que relacionamentos verdadeiros são a base de tudo. Eles só são realmente valiosos quando são cultivados com conversas, troca de experiências, ajuda mútua e contato constante. 

Esse networking de qualidade realmente pode fazer diferença na sua transição de carreira. Inclusive, uma pesquisa global do LinkedIn mostrou que “conhecer as pessoas certas” é um dos pontos percebidos como mais importantes para 82% de profissionais do Brasil que estão em busca de oportunidades.

Use o LinkedIn como portfólio

Nossa última dica é sobre como usar o LinkedIn para ser um portfólio dos seus projetos na nova área. Você provavelmente vai desenvolver cases durante os cursos que fizer, e essas amostras do seu trabalho são valiosas para a transição de carreira.

Os projetos podem aparecer em forma de texto, com a publicação de artigos na plataforma. Você também pode anexar documentos em postagens ou em seu currículo do LinkedIn para deixar acessível para recrutadores que entrarem no seu perfil.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a descobrir como usar o LinkedIn a seu favor durante a transição de carreira. Como falamos, esse é um processo que envolve diferentes etapas, por isso, saber como passar por cada uma delas com maestria é indispensável.

….

A Tera quer continuar compartilhando conteúdo para ajudar você na sua transição de carreira. Para receber outros conteúdos como este, basta assinar nossa newsletter inserindo seu e-mail abaixo.