Matriz CSD: template e passo a passo para usar no projeto

Matriz CSD é uma das principais ferramentas para desenvolvimento de projetos. Saiba como ela pode ajudar a definir questões importantes!

Photo by KOBU Agency on Unsplash

Novos projetos podem trazer incertezas. Um terreno ainda não explorado inibe ações de pessoas que vão trabalhar nessa empreitada ao longo das semanas que estão por vir. Mas essa não precisa ser a realidade. A Matriz CSD é uma ferramenta fundamental para dar um pontapé inicial mais seguro. Afinal, o sucesso de projetos pode ser definido antes mesmo de começarem.

Não estamos falando de nenhum tipo de projeto específico. Independentemente da área em que você trabalhe, ou pretenda atuar, sempre haverá projetos a se dedicar. Essas empreitadas estão relacionadas à estratégia da empresa e requerem precisão. Portanto, o momento de planejamento é um dos mais decisivos para que tudo dê certo a longo prazo. 

A Matriz CSD é uma metodologia que mostra todos os recursos que um time de trabalho tem no momento e o que precisa ser solucionado. Depois disso, fica mais fácil decidir caminhos e tomar decisões concretas.

Por isso, neste post vamos detalhar melhor essa ferramenta, mostrar um template de Matriz CSD e etapas de execução. Acompanhe!

DPW 2021 Product Management

O que é e quando usar uma Matriz CSD?

Matriz CSD é uma ferramenta de planejamento de projetos. Mais especificamente, é um método utilizado para realizar levantamentos do que o time já tem e o que ele precisa. O foco é em realizar um diagnóstico e apontar as certezas existentes (que podem ser baseadas em dados) e as respostas que precisam ser conquistadas.

É comum que times de design de produto, desenvolvimento, marketing ou qualquer área que seja se encontrem sem horizonte antes de começar um projeto. A primeira ação é, naturalmente, levantar o maior número de informações possíveis. Isso vai garantir que projetos estejam alinhados com a estratégia da empresa e tragam resultados esperados.

Portanto, podemos ver a ferramenta Matriz CSD como suporte para que esses times saibam dar o start em projetos dos mais variados campos. Começar, talvez, seja a parte mais difícil em alguns momentos. É por isso que a metodologia certa coloca as equipes em posição de controle e autonomia, sempre baseadas em informações.

Quando usar?

Toda vez que novos projetos precisam ser iniciados. Rigorosamente, esse é o momento ideal para aplicar Matriz CSD. 

É claro que a ferramenta também funciona bem na revisão de ações, sobretudo quando projetos apresentam falhas. Mas sua melhor utilização, com garantias mais sólidas de bons resultados, acontece na etapa de planejamento.

Aplicando um template de Matriz CSD

Um dos principais atrativos dessa metodologia, e que a faz ser tão amplamente utilizada em diversos setores, é sua representação gráfica facilitada. Sem nada muito complexo, modelos de Matriz CSD são compostos por três colunas: certezas, suposições e dúvidas.

Em cada uma dessas colunas, os times precisam inserir post-its com suas anotações, de acordo com o que deve ser preenchido naquele espaço

Aqui na Tera utilizamos um template eficaz e objetivo que traz ótimos resultados e favorece um brainstorming com bastante fluidez. Você pode baixá-lo e fazer uso livre nas etapas de planejamento na sua empresa ou dentro do time que faz parte.

matriz-csd-template

Agora, entenda melhor o que deve ser desenvolvido em cada uma das colunas, ou seja, nas etapas de brainstorming que Matriz CSD propõe!

Certezas

A análise começa pela primeira coluna, que é a de certezas. Sem muitas dificuldades: são todos os fatos embasados que a equipe tem. Se a ideia é criar um novo produto digital, entre as certezas podem estar dados de consumo, preferências constatadas do cliente, além de outras questões. Tudo isso precisa ter uma comprovação, só assim é uma certeza.

Nesse campo, a ideia é descrever o que a equipe sabe naquele momento e que seja relevante para o desenvolvimento. Por isso, todos os membros podem contribuir com percepções que tenham sido extraídas de dados ou de resultados que a empresa teve. As estatísticas devem ser traduzidas em informações para facilitar a inserção na coluna.

A importância dessa primeira fase de coleta de informações é que ela serve como base para as subsequentes. Por exemplo, se você sabe que seu público acessa o site da empresa na maior parte do tempo por mobile, saberá que seu produto precisa ser direcionado a esses ambientes. Então, fica claro que a coluna de certezas pavimenta o caminho do projeto.

Suposições

Quando não se há certezas, suposições podem cumprir com um papel importante. Afinal, a partir delas começa um processo de pesquisas e levantamentos que podem ajudar a chegar às respostas. Essa etapa da Matriz CSD é importante para que times tenham liberdade de pontuar o que acreditam, mas que não têm como comprovar. Ao menos, não ainda.

As suposições não são realizadas com base em achismo. Naturalmente, elas são fruto da observação e da percepção de quem está compondo o time. Além disso, serão colocadas neste campo as ideias que geram divergências. Portanto, se determinada percepção não é unanimidade no time, o ideal é que ela ocupe a coluna de suposições.

Ao relacionar suposições, a equipe de desenvolvimento do projeto prepara o material que precisará ser validado. Isso evita que certezas infundadas sejam consideradas questões base para o trabalho subsequente no desenvolvimento e execução de projeto.

Dúvidas

Nas dúvidas devem estar todas as perguntas a serem respondidas, ou até mesmo aquelas que surgiram na etapa de planejamento. Em alguns casos, é comum não saber o que clientes pretendem, de acordo com alguma parte do briefing. Nesses casos, relacionar as dúvidas ajuda a expor uma questão que deve e será resolvida em algum momento.

Na hora de entregar uma solução, as dúvidas surgirão em vários momentos. Muitas delas vão demandar esforços como entrevistas com os clientes, pesquisas de campo, monitoramento de indicadores, entre outros pontos. Uma vez detectadas, essas dúvidas podem ser encaradas como concretas. Aí, fica fácil lidar com algo que poderia gerar preocupação.

Muitas dessas dúvidas surgem quando a equipe está engajada em propor reflexões e questionamentos. Quando as pessoas do time estão propostas a trabalhar dessa forma, mais pontos importantes são levantados. Então, não se preocupe: se há dúvidas, há questões importantes em discussão. Respondê-las vai ser benéfico ao projeto.

....

Ferramentas como Matriz CSD têm dado apoio a equipes dos mais diversos segmentos. São metodologias versáteis e eficazes, ainda que possam parecer simples. Grandes times utilizam essa forma de analisar seus projetos e conseguem desenvolvê-los com maior precisão.

Curtiu saber mais sobre este assunto? Compartilhe o post com sua rede no LinkedIn!