Upskilling e reskilling: qual a importância no futuro do trabalho?

As carreiras do futuro exigem novas habilidades e competências. Entenda como adquiri-las por meio dos movimentos de upskilling e reskilling.


Cerca de 85 milhões de empregos podem sumir do mercado global até 2025, segundo o World Economic Forum. Se esse número te assusta, existe outro que pode trazer alguma animação: 97 milhões de novas oportunidades podem ser criadas. No entanto, abraçar essas possibilidades vai depender da sua capacidade de entender e adotar os processos de upskilling e reskilling

O mercado de trabalho está passando por transformações profundas, sendo afetado por novas tecnologias e novos comportamentos sociais. À medida que novas profissões emergem, novas skills são requeridas. É disso que se tratam os movimentos de upskilling e reskilling.

Neste texto, vamos ajudar você a compreender esses conceitos e como eles podem ser aplicados no seu desenvolvimento profissional. Temos uma certeza: eles serão indispensáveis se você quer fazer parte do futuro do trabalho. Acompanhe a leitura e entenda mais.

O que significam os termos upskilling e reskilling?

Os conceitos de upskilling e reskilling se referem aos processos de atualização profissional e de aquisição de novas habilidades. Eles têm base no termo ‘skill’ — que significa habilidade — e precisam fazer parte do vocabulário de profissionais do futuro, já que flexibilidade para mudanças e disposição para o aprendizado são competências essenciais atualmente.

Falando um pouco mais de cada conceito, o upskilling está associado ao aperfeiçoamento de habilidades. Faz parte da compreensão de que uma mesma profissão pode exigir o uso de novas ferramentas ou mesmo uma postura mais analítica e estratégica em vez de prática. Assim, quem atua em determinada área vai precisar se atualizar para continuar tendo uma performance satisfatória.

Enquanto isso, a ideia de reskilling tem a ver com requalificação profissional e é aplicada principalmente em situações de migração de carreira. Como falamos no início, muitos empregos vão se tornar obsoletos, gerando a necessidade de novos aprendizados para atuar em uma nova área. 

Os processos de upskilling e reskilling nos levam a pensar que profissionais do futuro precisam ter a capacidade de reinvenção constante. Outro conceito muito interessante que está ligado a isso é o de lifelong learning, ou aprendizado ao longo da vida.

Pessoas com a mentalidade de aprendizado contínuo encaram a necessidade de mudança e aperfeiçoamento como algo natural e positivo. Mudar de carreira é o novo normal e, nos próximos anos, pode levar grande parte de profissionais a caminhos novos e surpreendentes. 

Como investir em upskilling?

Um relatório da Deloitte apontou o upskilling como um imperativo na economia pós-Covid. Isso porque a pandemia acelerou consideravelmente o processo de transformação digital das empresas, tornando a digitalização, a automação e a Inteligência Artificial primordiais para o crescimento. Consequentemente, a exigência de atualização urgente não fica apenas para os negócios, mas se estende a profissionais. 

Por mais que muitas organizações estejam criando iniciativas de atualização de habilidades para as pessoas colaboradoras, você pode tomar à frente em seu próprio processo de upskilling. Algumas formas de fazer isso são:

  • desenvolver uma mentalidade de lifelong learner;

  • estudar as novas tendências da sua área de atuação;

  • investir em cursos de atualização;

  • desenvolver seu domínio de ferramentas tecnológicas;

  • aproveitar as oportunidades de aperfeiçoamento oferecidas na empresa.

Banner e-book tendências para carreiras digitais

Como iniciar um processo de reskilling?

Se você notou que sua função pode estar no grupo de profissões em declínio, não espere uma confirmação disso e comece a investir em reskilling o quanto antes. A boa notícia é que existem muitas oportunidades no mercado: as skill gaps, também chamadas de lacunas de habilidades, estão esperando por profissionais com disposição e ousadia para preenchê-las. 

Muitas profissões em ascensão estão centradas em tecnologias emergentes , com cargos voltados para o uso de dados, automação de processos, programação de softwares. Além dessas, outras têm como foco a estratégia de negócios e a capacidade de uma visão de crescimento. Com a automação de processos, cargos com tarefas de rotina podem se tornar posições estratégicas de análise, caso a pessoa atuante tenha as habilidades ideais.

Algumas ações são importantes para iniciar um processo de reskilling:

  • descubra quais áreas correlatas à sua estão em ascensão;

  • entenda como aproveitar sua bagagem para migrar de carreira;

  • analise possibilidades de reposicionamento dentro da sua empresa;

  • desenvolva soft skills requisitadas como pensamento crítico e analítico;

  • invista em cursos intensivos que favorecem uma entrada mais rápida no mercado.

Para finalizar, vamos refletir sobre mais alguns dados relacionados aos processos de upskilling e reskilling: segundo o relatório do World Economic Forum, até 2025, 44% das habilidades que profissionais precisam para performar em seus cargos vão mudar. Por isso, independente de seguir pelo caminho do upskilling ou reskilling, o mais importante é entender que evoluir é preciso para o futuro do trabalho. 

….

A Tera quer continuar compartilhando conhecimento com você. Para receber outros conteúdos como este, basta assinar nossa newsletter inserindo seu e-mail abaixo.