Backlog do produto da construção à priorização na sprint

Saiba o que é o backlog do produto e como ele deve ser executado. Confira a estruturação dessa ferramenta e veja como ela foca em priorizar etapas relevantes.

Foto de Jopwell no Pexels

Criar um produto digital é um processo que cada vez mais se torna ágil e descomplicado. Isso se tornou possível graças aos avanços na aplicação de metodologias que visam abordagens mais rápidas, mas ainda assim, com foco em priorizações. Em meio a esse cenário, o backlog de produto é um recurso essencial para um desenvolvimento otimizado

A base de um backlog é dar suporte para que todos os recursos, funcionalidades e características de um produto sejam devidamente elencados. Quando consideramos a necessidade de entregas cada vez mais rápidas, sobretudo em produtos digitais, ter uma organização no fluxo de trabalho, com base em priorização, é importante e ajuda tanto quem é product owner quanto product managers e o time de pessoas desenvolverdoras.

Por isso, este post vai detalhar melhor o processo de backlog do produto. Acompanhe e entenda!

Desvendando o que é product backlog e como funciona em Scrum

O produto backlog é uma lista de afazeres que deve estar de posse do time de desenvolvimento de produto. A partir disso, as pessoas responsáveis poderão se guiar e entender quais devem ser as prioridades no fluxo de trabalho, considerando recursos, detalhes importantes e características.

Sabe quando temos tantas tarefas em um dia de trabalho e precisamos anotá-las, em ordem de prioridade, para dar conta de finalizar tudo? Então, a partir de uma visão simples, o backlog do produto é mais ou menos isso. No entanto, não há nada em caráter de improviso. Estamos falando de um recurso amplamente utilizado e com uma ideia principal: tornar o desenvolvimento de produto mais ágil.

Em geral, a pessoa no papel de product owner é a dona do product backlog. Ela é responsável por garantir que esse trabalho de desenvolvimento seja feito considerando duas bases principais: os desejos do cliente, que pode ser a própria empresa, e também a agilidade na entrega do produto. Quanto à questão do tempo, a razão principal para esse foco maior em rapidez é o fato de o backlog ser originário da metodologia scrum.

Nova call to action

Scrum é base do trabalho

Scrum é uma revolucionária metodologia de desenvolvimento ágil criada para romper com as práticas antigas que visavam etapas prévias repletas de planejamento e pouca ação. Em scrum, grandes processos são desmembrados em etapas menores, nas quais equipes dedicam muito tempo e atenção à execução das tarefas.

O backlog de produto nada mais é do que uma ferramenta integrante de scrum e que visa justamente criar uma lista de instruções dos próximos passos a serem dados. A partir dela, fica mais fácil saber o que deve ser priorizado e então seguir a estratégia de desenvolvimento considerando mercado, público e outros fatores.

Construindo e priorizando o backlog do produto na prática

A construção do backlog do produto impacta diretamente na entrega qualificada do mesmo. Portanto, essa é uma etapa fundamental para o sucesso de todo o trabalho de desenvolvimento. Veja a seguir como definir um backlog eficaz por meio de etapas essenciais!

Construção do backlog do produto

O backlog do produto tem uma estrutura definida que precisa ser seguida. Esse recurso determina quais são as etapas a serem seguidas pelo time de desenvolvimento. Cada uma dessas fases é chamada estória, e nelas deve haver o nome da fase, a descrição da tarefa e quem será o profissional responsável por executá-la.

Na estrutura da estória, ou seja, em cada item, é necessário constar os seguintes detalhes:

  • número de identificação do item;

  • nome da tarefa;

  • descrição breve da tarefa;

  • nível de relevância no produto;

  • estimativa de tempo de execução;

  • observações adicionais.

Criação do backlog da sprint

Sprints são pequenas acelerações projetadas para garantir que alguma tarefa seja executada em menor tempo possível, no famoso "tiro curto". A ideia é concluir uma estória do backlog do produto no menor tempo possível, o que pode acontecer em um dia, por exemplo.

Nesse processo, cabe à equipe, com suporte do product owner, selecionar algum item do backlog, ou seja, uma estória, e definir de que maneira ela será executada no modelo sprint. Portanto, se faz necessário o detalhamento das ações necessárias para tal, e então o trabalho pode começar.

Priorização de tarefas na sprint

A priorização de tarefas na sprint de produto é uma etapa importante para que haja a garantia de que o time de desenvolvimento dedica tempo e esforços para a estória mais adequada. Portanto, a pessoa product owner deve se reunir com os membros da equipe para transmitir a sua percepção, considerando fatores internos e externos, sobre o que deve ser priorizado no momento.

Esse não é um processo definido unicamente pela pessoa que ocupa o posto de product owner. Profissionais desse nível devem buscar, por meio de reuniões, estudar possibilidades com o time, para então entender se a priorização pretendida pode ser executada por meio da sprint.

Execução

A execução é a etapa de "mão na massa", ou seja, quando o time de desenvolvimento se dedica a cumprir com um dos itens do backlog, considerando a abordagem sprint. Nessa etapa, todos precisam trabalhar juntos para que haja a agilidade pretendida pela metodologia.

Nesse trabalho há muita troca de ideia e colaboração. A metodologia scrum entende que, ainda que haja erros ou necessidades de ajustes futuros, quando há esse envolvimento completo de todos os membros do time, as chances de acelerar o processo e  conseguir bons resultados aumentam muito.

Revisão da sprint

A revisão da sprint é um processo que deve ser feito diariamente. Ou seja, cada novo dia de trabalho começa com uma análise rápida sobre o que foi feito, os resultados obtidos e se a priorização que vai basear a sprint ainda se mantém válida.

Nesse momento, feedbacks e troca de percepções são essenciais. Assim, se torna mais fácil executar algum refino antes de seguir para a próxima estória que o backlog do produto apresenta.

Novo ciclo

Ao fim de um ciclo, um novo se inicia. Trabalhar com um backlog requer uma abordagem cíclica até que o produto seja, enfim, finalizado e entregue. Portanto, todo esse fluxo de tarefas deve recomeçar, claro, considerando o próximo item a ser desenvolvido.

....

O backlog do produto ajuda a estruturar o desenvolvimento, mas sem perder o foco na necessidade de um trabalho mais ágil. Assim, é possível atender a um mercado cada vez mais acelerado e que, consequentemente, exige a mesma abordagem por parte das empresas que querem lançar seus produtos.

Além do backlog, outra ferramenta de gestão e desenvolvimento de produto é muito útil: o roadmap! Faça o download do nosso e-book completo para evoluir nesse tema.