Times ágeis: entenda a dinâmica de squads, chapters, tribos e guildas

Times ágeis são compostos por squads, chapters, tribos e guildas. Veja como funciona no dia a dia.


Entregas mais ágeis ao cliente é o que toda equipe de desenvolvimento de projetos busca. Isso sempre foi um desafio grande, mas o problema sempre esteve na metodologia. Hoje, com os times ágeis, grupos de trabalho conseguem atuar com maior foco, de maneira interativa e colaborativa. O resultado? Mais do que ágeis, as entregas estão mais qualificadas.

Os times ágeis estão sempre mudando pequenos detalhes de suas configurações, sobretudo em uma variação que vai de uma empresa para outra. Afinal, companhias se adequam de acordo com suas necessidades. Ainda assim, uma estrutura básica pode ser vista hoje. Ela coloca times ágeis compostos por uma estrutura dividida em squads, chapters, tribos e guildas.

Utilizada em cada vez mais segmentos de mercado, essa configuração de times precisa ser destrinchada para ser melhor compreendida. Vamos ajudar com isso, acompanhe!

O que são times ágeis?

Times ágeis são equipes de trabalho que atuam baseadas em metodologias ágeis. Na prática, isso significa que colaboradores estão mais integrados, conectados e focados em entregas para o cliente. O trabalho não é rápido, acelerado, com um gestor pressionando as pessoas. O foco é na comunicação constante e troca de informações em equipe

Na verdade, a atuação é mais orientada a testar, coletar feedbacks e aplicar esforços dedicados no desenvolvimento do projeto. Essa abordagem não é mais nenhuma novidade, principalmente porque é algo concreto em diversos mercados. Companhias de diversos setores já perceberam o quanto os times ágeis podem trazer resultados satisfatórios.

Uma questão central quando falamos desse assunto é a construção desses times. É fundamental que ele possa sustentar suas demandas de maneira interna, com independência. Isso significa que cada time ágil precisa ser composto por um grupo de pessoas capaz de lidar com cada demanda e necessidade que surja no desenvolvimento de projetos.

Como funcionam squads, chapters, tribos e guildas?

Já pensou como projetos podem refletir a maneira como são executados? Talvez, o motivo pelo qual alguns demoram muito tempo, ou entregam resultados ruins, é a organização de execução das tarefas. Times pouco estruturados, ou montados de maneira inadequada, não podem chegar ao máximo de potencial.

Sempre faltará algo: testagens recorrentes, colaboratividade, troca de informações, comunicação adequada e outros problemas. Essas questões negativas podem acontecer até mesmo em times que usam metodologias ágeis. A razão não é como o trabalho é feito, mas sim, como as pessoas estão organizadas como equipes.

Reorganizar é realmente necessário. Nos últimos anos, grandes empresas, com grandes resultados, reformularam seus times ágeis em estruturas mais modernas e qualificadas. É tudo uma questão de oferecer o processo certo. Foi isso que o Spotify, um dos cases de sucesso nesse tema, fez.

Atualmente a formação de times de sucesso passa por uma configuração que as divide em quatro grupos: squads, chapters, tribos e guildas. Conheça mais sobre cada uma a seguir!

Squads

Squads são equipes multidisciplinares que funcionam quase de forma autônoma. Esses grupos são completos, ou seja, têm profissionais capazes de executar cada uma das demandas necessárias. Squads também se auto gerenciam, decidindo quais processos vão executar, quais metodologias usarão e fazem os devidos testes que julgam necessários nessa etapa.

Em times de produto, squad tem seu próprio product owner. Nesse caso, a pessoa que ocupa a posição será responsável por captar e trazer percepções de usuários para o time de desenvolvimento. Essa tarefa se torna essencial ao processo.

DPW 2021 Product Management

Ao mesmo tempo em que ganham tamanha autonomia, squads precisam também cumprir com metas de longo prazo. Isso garante que o grupo de pessoas esteja devidamente alinhado aos interesses estratégicos, em maior escala, da empresa.

Squads são grupos bem fechados, em que todos estão sempre próximos, na melhor aplicação do termo "time".

Chapters

Chapters são grupos mais abrangentes e que colocam alinhadas pessoas de squads diferentes. O fator que une essas peças é a posição que elas ocupam, ou seja, seus cargos dentro da empresa, de modo geral. Geralmente, são designers, desenvolvedores ou outro tipo de grupo específico.

A grande questão dos chapters é a promoção da colaboratividade e troca de conhecimentos. Esse incentivo à conexão tem a proposta de garantir que membros de uma mesma área, mas de squads distintos, ajudem a solucionar problemas, trazer insights e propor métodos novos.

Chapters ajudam a promover ideias cruzadas entre squads, o que é altamente enriquecedor para a empresa. Quem também ajuda a promover, e gerenciar, esse movimento é quem ocupa o posto de chapter leader A pessoa que fica com essa responsabilidade atua no desenvolvimento das pessoas e ainda tem influência na definição de salários.

Tribos

As tribos são o grupo mais extenso na organização de times ágeis. Tratam-se de uma centralização de várias squads que atuam em uma área específica. Se estamos falando de uma empresa de software CRM, poderíamos ter uma tribo com todos os squads de dashboard de analytics, por exemplo.

A ideia é que esses squads estejam mais próximos em um ambiente físico específico, ou até mesmo em grupos de trabalho remotos em ferramentas, como no Slack, Trello, entre outras. As tribos têm, em média, 100 pessoas em cada uma.

Tribos também contam com tribe leaders, que são pessoas responsáveis por encontrar o melhor lugar para agrupar os squads, organizar reuniões, hack parties entre outros eventos. Assim, pessoas podem se aproximar, trocar ideias e socializar.

Guildas

As guildas são mais generalistas e unem pessoas com interesses em comum, mas com relação direta com suas obrigações no trabalho. Ou seja, as guildas são voltadas para tornar os times ágeis ainda mais competentes. No entanto, não há uma definição obrigatória sobre o que essas guildas devem ser.

Pessoas coordenadoras são responsáveis por manter essas guildas devidamente movimentadas, com ações ativas e que geram valor para membros. Toda guilda, para ser formada precisa ter alguém que esteja à frente dela.

As guildas abrangem toda a empresa, independentemente de que squads e chapters as pessoas fazem parte. É uma organização de pessoas que acontece de maneira mais orgânica e espontânea.

....

Times ágeis são o presente dos modelos de trabalho de desenvolvimento e projetos. As metodologias ágeis são, indiscutivelmente, eficazes. A organização estrutural como você conheceu neste conteúdo é o que há de melhor hoje, mas isso não significa que será daqui a alguns anos. Afinal, a era digital é altamente dinâmica.

Os times ágeis também precisam contar com líderes capazes. Pessoas que ocupam esses postos podem ser de diferentes estilos e de características distintas. Conheça melhor sobre os diferentes tipos de lideranças.