Marketing Digital para pequenas empresas: 3 dicas para começar

Entenda o potencial Marketing Digital para pequenas empresas e veja como começar a sua estratégia.

Foto de Anthony Shkraba no Pexels

Há algum tempo, o Marketing Digital para pequenas empresas era visto como algo apenas facultativo, feito por poucos negócios que viam potencial no meio online.

No entanto, essa situação mudou bastante nos últimos anos e hoje é essencial que os pequenos negócios invistam em suas estratégias digitais para alcançarem resultados significativos e se tornarem competitivos no mercado.

E o melhor é que isso não precisa ser sinônimo de um alto investimento, sabia? O Marketing Digital para pequenas e médias empresas costuma ter um excelente custo-benefício e ser uma ótima oportunidade de crescimento.

No entanto, não basta apenas estar na internet. É necessário ter estratégia, planejamento e mensuração de desempenho.

Quer descobrir como aplicar o Marketing Digital no seu negócio ou se aprofundar nesse ramo para oferecer serviços como freelancer para pequenas empresas? Continue a leitura e saiba mais!

Qual a importância do Marketing Digital para as pequenas empresas?

No início, geralmente os pequenos negócios não conseguem muita visibilidade, principalmente em áreas de alta competitividade, disputando espaço com grandes empresas já reconhecidas no mercado.

Contudo, com um plano de marketing bem executado, é possível ter um alcance significativo e chegar a públicos que, apenas com mídias offline, nunca conheceriam a sua marca.

Além disso, há várias maneiras de atrair clientes de forma orgânica e com custos baixos, aplicando o Marketing de Conteúdo e usando SEO e conteúdo como aliados, por exemplo.

Mesmo as mídias pagas costumam valer bastante a pena para pequenas empresas. Anúncios bem feitos têm potencial para trazer resultados expressivos e, muitas vezes, superiores às mídias tradicionais.

Outra vantagem que reforça a importância do Marketing Digital para pequenos negócios é a possibilidade de segmentar o público. 

Ao investir em panfletagem, por exemplo, você pode até selecionar o local da ação e o perfil prioritário para receber a sua propaganda. No entanto, o alcance depende do tráfego no dia e também da disponibilidade das pessoas de pegar, ler e realmente engajar com o seu conteúdo. 

E, mesmo assim, você não consegue estar em muitas regiões ao mesmo tempo se não investir bastante nisso.

Já no digital, você consegue especificar quem é a audiência certa para receber seus anúncios o que, além de ser menos invasivo para as pessoas, traz mais segurança e retorno para as suas ações.

Por fim, não podemos deixar de citar a mensuração! Em uma estratégia de Marketing Digital, você não só consegue, como deve medir todas as campanhas para identificar o que deu certo e o que precisa ser melhorado.

Esses dados ajudam a otimizar as ações, acelerar os resultados e, ainda, oferecer uma experiência mais satisfatória para os clientes.

Como começar uma estratégia de Marketing Digital em uma pequena empresa?

Não vê a hora de alavancar os resultados da sua empresa com o Marketing Digital? 

Separamos dicas valiosas para você começar do jeito certo: com bastante planejamento. Confira!

1. Entenda quem são seus clientes

"Fazer Marketing em um contexto digital está muito ligado em, primeiro, nos pautarmos em nossos clientes: as pessoas com quem a gente quer interagir e para quem a gente quer agregar valor." Carolina Nucci, CMO na weme.

O primeiro passo é fundamental e, sem ele, você corre o risco de fazer uma estratégia inadequada para o seu público, desperdiçando tempo e dinheiro.

E não é isso que você quer, certo?

Por isso, comece estudando e aprofundando o seu conhecimento sobre os seus clientes. 

  • Quem é a sua persona?

  • Do que ela gosta? 

  • Quais são as suas necessidades, interesses e problemas? 

  • Como e onde ela consome conteúdo? 

  • Como o meu produto ou serviço pode ajudar?

Essas são apenas algumas das muitas perguntas que devem ser respondidas. Mas, para isso, você pode contar com a ajuda de ferramentas.

Com o template de buyer persona, você define quem é o cliente ideal para o seu negócio e, com o mapa de empatia, você faz uma verdadeira imersão no comportamento da sua persona. 

Quer uma dica? Use os dois recursos para criar uma estratégia completa e totalmente focada nos seus clientes.

Curso gratuito Digital Marketing Essentials Inscreva-se

2. Pense na experiência completa

Em vez de apostar todas as suas fichas numa estratégia isolada, é importante alinhar o Marketing à área de vendas para criar uma experiência fluida do início ao fim.

Veja o que Marina Mendonça, Líder de Marketing de Produto na RD Station, tem a dizer sobre essa integração de equipes:

"A jornada de Marketing e Vendas integrados é um dos princípios que a gente tem que ter em mente. Porque é uma jornada, então você tem que atender a pessoa para que ela tenha a experiência mais fluida possível na hora de resolver um problema."

O Marketing Digital será responsável por atrair as pessoas, educá-las e qualificá-las para a compra. No entanto, sem uma visão clara de como esse trabalho impacta o setor de Vendas e o que pode ser feito para otimizar o processo, os seus esforços podem ser em vão.

Visualize a experiência completa dos seus clientes desde o primeiro contato com a marca até a venda e, preferencialmente, também no pós-venda. 

Depois, integre as ações dos times envolvidos para garantir o alinhamento da estratégia e a sequência da jornada dos seus clientes.

Assim, você fideliza os clientes e melhora a percepção de valor da sua marca.

3. Use os canais adequados

Na pressa para alcançar mais e mais pessoas, muitas empresas criam perfis em todos os canais e começam a disparar conteúdos e fazer campanhas. No entanto, essa não é a melhor opção.

A sua empresa tem um público específico, então, para que investir em um canal onde essas pessoas não estão? 

O importante é estar presente onde os seus clientes realmente estão e onde demonstram abertura para entrar em contato com marcas, produtos e serviços.

Existem muitos canais de Marketing Digital para escolher, como Facebook, Instagram, Pinterest, blog, site, YouTube, e-mail, entre outros. 

Se tiver dificuldade para definir, a metodologia bullseye pode ajudar! Ao usar esse framework, você divide os canais em três camadas e consegue visualizar melhor quais são os prioritários — ou seja, onde você deve focar os seus esforços, pois é onde a sua persona está.

4. Engaje sua comunidade com histórias

Investir em conteúdo de qualidade é sempre uma excelente estratégia de Marketing Digital para pequenas empresas, e não só para elas. Negócios de todos os tamanhos se beneficiam do poder de uma história bem contada, atrativa e que agregue valor para os clientes.

Por isso, aposte no storytelling para contar histórias e atrair o interesse do público, em vez de apenas divulgar os seus produtos. 

Mostre por que a sua marca é interessante, como você pode solucionar os problemas do público e qual é a mensagem por trás do que você vende. Assim, você aumenta as chances de conquistar a atenção as pessoas, ganhar confiança e, consequentemente, aumentar as vendas!

Tudo isso sem ter que ficar apenas promovendo a sua empresa de forma direta e, muitas vezes, exaustiva para os clientes. 

Então, agora você já sabe: não basta gerenciar uma empresa, é necessário saber contar histórias.

Pronto para aplicar as dicas de Marketing Digital para pequenas empresas?

Esperamos que, com este conteúdo, você tenha percebido a importância do Marketing Digital para pequenas empresas e esteja com tudo pronto para começar a planejar a sua estratégia!

No entanto, como são muitas possibilidades de atuação, que tal se aprofundar ainda mais no vasto universo do Marketing para extrair o melhor de cada metodologia para o seu negócio? 

Descubra 20 cursos de Marketing Digital gratuitos para acelerar o seu aprendizado e o desenvolvimento da sua empresa!